quarta-feira, 6 de julho de 2011

Adeus

É, você se foi, pude ouvir o bater da porta, a força aplicada demonstrava sua fúria, caminhei ainda tonta e com o coração palpitando pela sala, tentando esquecer que a briga havia sido feia, e que não teríamos mais volta. O tempo passou e me pergunto cadê o amor? Cadê você? Ainda existe nós?
Sinto falta de um colo quente, de um eu te amo surpresa no meio do dia agitado.
Sinto falta de um beijo mais profundo, de um carinho mais intenso.
Por que você mudou, por que escolheu caminhos distantes dos meus?
Sofro, mais a dor é suportável, choro mais é de alivio.
Adeus, mesmo sabendo que você, já não estava aqui há muito tempo.
Victoria Lopes

3 comentários:

Jeff disse...

Texto lindo, gostei do final, acho que traduz um bom fim de relacionamento em que uma pessoa se deixa sentir tudo, mas que nem por isso interfere no fim.

Texto lindo, talvez seja isso uma entrega verdade, mas uma entrega à vida!

Um abraço...

Sarah Lisboa disse...

ainda da pra fazer continuaçao, a historia é linda, mas pode acabar melhor, se os o amor dos dois nao é capaz de correr atraz, o que o destino nao faz né? hahha #ounao

ta lindo como sempre! :)

cristiane disse...

adorei,lindo!!!!