sábado, 5 de março de 2011

Lucky you

Saudades do seu sorriso, do toque dos seus dedos entre meus cabelos, do seu ritmo leve e suave quando juntos dançávamos uma musica romântica. E quando você cantava pra mim, eu simplesmente acreditava no impossível, acredita que nada poderia me impedir de te fazer feliz.             
     O seu bilhete de adeus me arrasou. Meu coração despedaçado chorava noite e dia. O grito era a minha única forma de expressar a tão imensa decepção do abandono.
Será que você não pensou nas conseqüências?
Se você pular eu pulo. Lembra?
Não diga que nunca me amou, ou que existe outra pessoa mais especial.
 Apenas acredite que você apesar do sofrimento foi minha melhor escolha.

Um comentário:

Sarah Lisboa disse...

que liiiiiiiindoooow