domingo, 6 de março de 2011

Diário de Bordo

"Se a sorte lhe sorrir, por que não sorrir de volta?" -Skank

(Um amor de carnaval)
 Tudo começou em uma época de festas e muitas cores, onde milhares de foliões corriam atrás de trios elétricos, confesso que foi o melhor carnaval de toda minha vida. Na sexta feira, Pâmela e eu começamos a arrumar as malas e no mesmo dia partiríamos para salvador, onde um grupo de amigos estaria nos esperando,estava exausta, pois tinha trabalhado o dia todo, mais o cansaço não me impediu, depois de arrumar as malas, segui até a garagem entrei no carro e peguei caminho até a casa de Pâmela.
 Acho que o bom de morar sozinha é não ter que dar satisfação pra ninguém, no entanto existem alguns momentos que sinto falta de ter alguém no meu pé, perguntando como foi meu dia, ou brigando por eu ter usado uma roupa muito curta, ou até mesmo implicando por que sempre chegou tarde do trabalho.
 Tenho 25 anos, e não sei ainda o que é sentir aquele frio na barriga quando se esta apaixonada, Pâmela sempre diz que me dedico muito ao estudo e ao trabalho e se não fosse por ela não iria nessa viagem, tudo bem eu confesso sou a nerd da família,amo de paixão estudar e trabalhar,mas acho que foi uma fuga por não ter encontrado alguém que cuidasse de mim.
 Passando pela rua de Pâmela já pude avistá-la no portão impaciente,ela era do tipo destrambelhada, ainda morava com os pais apesar de ser dois anos mais velha que eu,crescemos juntas e somos inseparáveis...
-E ai amiga, animada?-Pam estava radiante e em clima de festa, se notava pela roupa, uma calça jeans clara e uma blusa justa cheia de paetês coloridos, o cabelo loiro longo se mexia sem parar. Logo me deu um beijo no rosto e jogou a mala no banco de trás.
-Animadíssima, mais vamos com calma tá, você sabe que sou lenta ainda não conheço bem esse seu caminho de loucuras.
-Mais se depender de mim, loucura será seu apelido. Agora pisa nesse acelerador por que nosso voou sai em meia hora.
Gargalhamos e seguimos estrada acima.
-Sabe quem me ligou hoje?O Pedro, nossa que idiota, sinceramente o imbecil acha que eu vou fica esperando sentadinha, enquanto ele mente pra mim,dizendo que esta passando o carnaval no rio grande do sul visitando sua vozinha doente,liguei pra ele umas mil vezes e ele nao me atende.
-Imbecil esse seu...rolo heim.Ainda em que eu não tenho imbecil pra mim encher a paciência.
-Por enquanto minha Gabizinha.-Pam deu aquela gargalha que me dava medo.
Pegamos o avião e seguimos rumo a salvador..........
  Estalamos-nos em uma hotel próximo a praia, e depois de um bom banho e uma refeição descente, ligamos para os amigos de Pam,que chegariam para nos buscar em uma hora.
 Sinceramente eu estava nervosa, não me pergunte o porquê, mais não estava à-vontade com as roupas que Pam me obrigou a vestir, metade do meu corpo estava descoberto, quer dizer mais que a metade,por que o short parecia infantil.
“Por favor, heim,você tem um corpão,eu tenho até um pouco de inveja por que você nunca malhou, mais tem uma bunda de parar o transito e tem a barriga mais definida que já vi.Então vai usar essa roupa e ponto final,e senta aqui por que vou da um jeito nesse seu cabelo,to pensando em ficar morena também,adoro seu cabelo longo , negro e o melhor liso ,.”-Foi exatamente o que a maluca da Pam falou.
No final ao me olhar no espelho, perguntei; Cadê a Gabriela?O que você fez comigo?
Eu tive certeza que aquele carnaval seria inesquecível.
O interfone tocou,eram os amigos da Pam,descemos correndo,e o frio na barriga continuava,mais eu nem pensava direito, por que a minha amiga não para de falar,quando fica nervosa a Pam fala mais que corno bêbado.
A noite já chegava e ao me aproximar do carro,percebi que dois caras estavam na frente e uma garota e um outro cara que logo  chamou minha atençao atrás.

 
Continuo????Só se voces quizerem..

4 comentários:

Gabriel Revlon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriel Revlon disse...

Continua a história, sim.
Sou de Salvador, Bem-vinda à minha cidade, espero que goste da Bahia, a terra dos encantos ;)
meu msn é gabriel_karter@hotmail.com
me adciona, então poderemos conversar...
beijos e bom carnaval

Gabii Assis disse...

Nossa!!! Que história, mas se tratando de uma escritora, fiquei sem saber se é realidade ou ficção... tmb escrevo e fiquei encantada pelo teu blog. te seguindo... se puder, dê uma olhada no meu... http://tecendominhasasas.blogspot.com/

bjo... ;*

Sarah Lisboa disse...

Claro que sim, muito bom!