segunda-feira, 13 de setembro de 2010

The last named

Tudo começou numa tarde chuvosa, onde o vento grosseiramente arrancava folhas de uma árvore. Da sacada do meu quarto a vista era de um tempo frio, nuvens escuras se formavam no céu e gotas de chuva lavam a rua.Eu continuava a me perguntar por quê? A saudade era imensa, a foto na minha cabeceira, me lembra do momento mais feliz da minha vida, ao lado da minha mãe, não entendo por que Deus a levou de mim, ela era minha melhor amiga, minha confidente. Tudo bem, que eu era pequena e não tinha tantos segredos. Mas sinto falta da sua voz, do seu beijo de boa noite, da estória que ela sempre me contava antes de dormir.
   E por mais que eu fechasse meus olhinhos, eu não estava dormindo, apenas ouvia suavemente sua voz e imaginava cada detalhe daquela estória infantil, e quando ela apagava a luz eu dizia, Mãe continue, por favor, e sem reclamar ela sentava na beirinha da minha cama e lá ficava até eu dormi. Eu sentia quando com muito amor, me dava um beijo no rosto, e dizia. Sonhe com os anjinhos meu amor.
Ah, eu daria minha vida pra vê-la novamente, para abraçá-la, as lágrimas já lavavam meu rosto, eu precisava sentir seu cheirinho de mãe novamente. Foi quando me lembrei do baú no porão, onde papai depois de tanta tristeza guardou as coisas da mamãe, seus vestidos, seu perfume, seus sapatos, suas fotos em fim tudo que o fazia sofrer, o fazia lembrar-se de como ela era perfeita, e de como ele a amava. Escondida por atrás da porta eu o via chorar e gritar. Caminhava até ele, e rapidamente ele enxugava a suas lagrimas e sorria pra mim, tentando disfarçar o quanto sofria, fingindo esta tudo bem.
Caminhei então até o porão, estava tudo muito empoeirado e escuro, tentei ligar a luz,mas não funcionava,voltei escada à cima e busquei a lanterna que papai sempre deixava na gaveta do armário da sala. Desci lentamente, confesso que a sensação de está em casa sozinha e descendo a escada de um porão escuro numa noite de chuva e raios não era nem um pouco confortável. Os degraus rangiam a cada passo que eu conseguia dar, com minhas pernas um pouco trêmulas eu diria.
    Até que aviste, um baú branco, Escrito Sarah bem grande na frente. Ele estava um tanto sujo, caminhei até ele, tomando cuidado por onde eu pisava, aquele lugar tinha tanta tralha. Foi quando, a porta do porão lentamente se fechou, me causando um tremor, afinal eu a havia travado antes de descer. Calma. Repeti pra mim. Deve ser apenas o vento. Não a motivos para pânico. Vou pegar o baú e depois subir, e nada vai me acontecer. Só estou no porão da minha casa. Fui em direção ao baú, até uma voz surgi dentro de mim, me fazendo automaticamente berrar.
A voz dizia:
Preste bastante atenção. Pegue esse baú e leve para seu quarto, não conte a ninguém que ele está lá. Dentro dele tem uma coisa que você deve ler e não se assuste, é a verdade, aceite e depois converse com seu pai. A voz sumiu.
O que será que havia de tão importante dentro daquele baú?Não sei. Mas estou muito ansiosa para descobrir. Mas se eu contar isso pro papai ele vai achar que estou louca ou com algum distúrbio mental.
Arrastei aquele baú escada acima, estava pesado. Mas o desejo de descobrir o que havia ali o impulsionava. O corredor até meu quarto parecia mais longo. Tentei não fazer muito barulho. Era segredo por enquanto. E eu sei guardar segredo.
Pronto. Já estou no meu quarto. Agora vamos ao que interessa. Sentei no tapete marfim bem macio que decorava meu quarto. Abri aquele baú. A primeira coisa que vi, foi um álbum de foto bem antigo, onde a mamãe e o papai ainda namoravam. Imaginei a dor que ele sentia ao olhar para aquele álbum e perceber que o amor da vida dele havia ido embora pra sempre.
Depois encontrei o vestido de casamento da mamãe, estava enrolado com um tecido de seca branca. Era tão lindo. Também havia uma caixinha, um mini baú, eu diria, quando o abri pude ver uma bailarina dançando,e alguns pertences da mamãe, entre eles estava minha correntinha,uma que eu usava quando bebe.

* Olá amores!Entao como deu pra perceber estou mudando um pouco as coisas por aqui.Tentando achar realmente o estilo do blog,acho que encontrei.hehehhe
Resolvi deletar todas as postagens e começar tudo novamente.Espero que gostem e comente muitoo.
Irei postar diariamente,estou sentindo uma enorme necessidade de dar mais atençao a esse cantinho que adoro.beijos e fiquem avontade....u.u   

4 comentários:

Elysi disse...

[A] Eu quero ver a continuação *---*

Guilherme Augusto Codignolle Souza disse...

Eu quero ver a continuação *---* [2]

^^

Conquistou um seguidor... Não sei como era antes, mas gostei de como esta agora. xD

Se tiver um tempinho, passa la no meu blog e me segue tbm se vc gostar do que encontrar:

http://codignolle.blogspot.com

Sarah disse...

[aaa] eu quero ver a continuaçao ³
continua ótimo o blog *-*
estou curiosa para semprer a cotinuaçao dessa historia *-*

Anônimo disse...

Essa historia e linda demais,mas quero ver o final,e que amor lindo!!!!!